quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Da Força




São más notícias atrás de más notícias. Têm chegado em força num mês em que esperávamos que tudo começasse a mudar para melhor - como esperamos todos os meses que iniciamos, desde há anos. E a cada mês, supostamente, estamos mais preparados, temos maior qualidade para apresentar, estamos mais fortes. Mas mais fortes como empresa, como produto, porque por dentro há cada vez mais receios e ansiedades. Confiança no que temos, confiança no futuro, mas muita dúvida sobre quando será esse futuro e como é que, afinal de contas, ele vai acontecer. Será que demora muito? Será que dá para esperar até lá? Fica cada vez mais difícil ver os dias passar e as forças negativas a ganhar terreno, fica difícil assistir a tudo isto e continuar de pé. Quanta força tem uma pessoa? Quais são os limites? Nunca se sabe isto, vai-se esticando até partir, vamos sempre até onde nunca pensámos esticar. E quando olhamos para trás, foi um caminho gigante que fizemos sem noção da imensidão do percurso, um caminho de que no final nos podemos orgulhar (afinal, como fizemos tudo aquilo sozinhos?) ou de que nos podemos arrepender (como passei tanto tempo agarrado a isto e que fiz eu com a minha vida?). Como em tudo, depende da interpretação, da perspetiva, e sobretudo dos resultados no fim.

Neste momento só quero acreditar que todas estas quedas em tão pouco tempo só podem antecipar alguma vitória. Porque é sabido que antes de uma grande conquista se sofre bem mais. Que antes de vencer é preciso bater bem no fundo. Que antes da bonança está uma tempestade. E, sobretudo, que não há mal que sempre dure e este percurso tão duro (não fisicamente, mas a nível de exaustão psicológica) algum dia vai ter de acabar - e não somos nós que vamos desistir. Algo de bom está prestes a acontecer. E mesmo que isto não venha a ser verdade, acreditar que sim é a minha bóia de sobrevivência nestes tempos difíceis.

2 comentários:

Green disse...

Claro que sim, tu mereces e fazer por isso todos os dias. Força*

Lea disse...

Acreditar sempre!! E sim, somos mais fortes do que julgamos!!