terça-feira, 14 de julho de 2015

Chef com Luz Verde




Estou naqueles loucos últimos dias antes de iniciar uma dieta (estes dias começam a ser muito frequentes!). São os dias de comer aquilo de que vamos sentir mais falta, os nossos doces favoritos, chocolate, pão, bolos e pratos calóricos. Por acaso tenho abusado, com medo até de estar a dificultar muito a minha tarefa futura! Mas tenho sempre a mesma esperança: que o primeiro quilo a ir à vida seja rápido só pelo contraste da alimentação. O contraste nunca chega a ser muito grande. Na nossa dieta vão ficar permanentemente proibidos os hidratos depois das 18h, ou seja, jantares sempre à base de saladas ou legumes. Mas a verdade é que atualmente nunca jantamos, nem que nos deitemos à 1h. Lanchamos ali pelas 19h e não comemos mais, por isso não sei até que ponto se vai notar essa diferença, mas a alimentação muito mais saudável há-de fazer-se notar, além da restrição total de doces e alta redução dos hidratos. Ah, e a inserção de exercício físico intenso e regular! Esta é a grande novidade.

Estou, portanto, a cozinhar os meus últimos pratos favoritos. Hoje foi um gratinado que andava a imaginar já há uma semana! Umas massa penne integrais com tirinhas de perú, espinafres, paio e cogumelos, regados de bechamel, queijo ralado, ervas aromáticas e forno com ele. Foi uma enorme gulodice, matámos o desejo de uma comida pesada (é raríssimo usar natas, quase tanto como fazer fritos!) e se tiver tempo ainda faço mais um do género. Vamos para a nossa dieta a rebolar, mas adiamos as saudades do que é mau e passamos a deliciar-nos só com o que faz bem. É dos meus desafios favoritos: cozinhar para comer saudável mas sempre com todo o prazer :)