domingo, 15 de março de 2015

Sem Filtros



Muita coisa a acontecer ao mesmo tempo... Muita disciplina mental quando uma vida se quer disciplinar em tantas áreas e ser a melhor em todas. Tanta disciplina pode ser para lá de extenuante e é preciso momentos de calma... De busca de serenidade em pequenos momentos antes banais e agora tão preciosos, e, às vezes de olhos fechados, escondidos, no meio da confusão, sonhar um pouco. Sonhar com o futuro e esperar que ele esteja mesmo a chegar, bem próximo... Quase pronto a tocar e a sentir... E o meu peito a poder abrir, aos poucos, desenrolar-se deste nó e a poder descomprimir, sentir o ar a entrar, poder finalmente respirar, sem filtros, sem "mas... e se..." e sem as preocupações que tomam de assalto um coração que está tão pequenino. Mas uma coisa é certa, e porque as palavras nunca são só palavras, se isto não nos mata, só nos tornará pessoas muito mais fortes, indestrutíveis com abalos comuns. Indiferentes ao que não interessa. Com a força e a sabedoria únicas apenas de quem atravessou os mesmos desertos. E isto não foi o drama de uma vida, há coisas tão piores, mas foi com certeza uma aprendizagem que poucos fazem, é das cicatrizes que nunca desaparecem. Mas como em tudo há vantagem, o sabor desta vitória nunca ninguém conhecerá - nem nós quereremos tentar explicar minimamente. Por agora só desejo poder vir a senti-la.


1 comentário:

Green disse...

Vais ver que sim, tudo melhora, nós melhoramos :)