domingo, 4 de janeiro de 2015

2015 - Os Planos


Sabia que não ia resistir a fazer resoluções. No último dia do velho 2014 definimos uma série de objetivos a dois. Mais uma análise ao que temos feito de errado até aqui e uma lufada de esperança e determinação para o ano novo, com uma nova atitude e muitas metas para cumprir, desejos para concretizar.
Mas como estava a dizer, afinal acabei por definir objetivos pessoais para este ano. Desta vez muito mais contidos, alguns deles dos que marcam presença todos os anos, outros em estreia absoluta. Mas na verdade, no geral, as metas são sempre as mesmas: de cuidarmos bem de nós, eliminarmos o que está a mais, procurar com muita força o que nos falta e trabalhar para encontrar esse lugar de equilíbrio que nos fará felizes. O segredo está em sermos menos exigentes em relação a nós próprios [e este recadinho serve mesmo bem para mim].
Em véspera do primeiro dia útil do ano, e porque já chega de brincar às festas e rebolar entre sobremesas, velas e caixas de chocolates, partilho os objetivos para este novíssimo 2015.

1. Trabalho sobre Rodas - Como já tinha dito, para o novo ano vai ser esta a grande prioridade, que se vai impor sobre tudo o resto. E se isso antes já acontecia, desta vez está tudo acertado para não haver desvios nem exceções. Vamos garantir que o nosso projeto se concretiza da forma que idealizámos, e depois disso garantimos aos poucos que concretizamos tudo o resto. Se possível em grande estilo! Para compensar o esforço e todo este percurso de anos de falhas e de entrega.

2. Exercício Físico, Saúde, Equilíbrio - Esta é uma sequência sagrada. Há muito tempo, senão desde sempre, que o meu corpo espera pela minha ajuda e eu me fico sempre pelas boas intenções. Nunca pratiquei exercício físico antes e hoje em dia, já adulta, sinto as consequências disso a todos os níveis e não há dia que não pense na urgência de mudar de lifestyle. Depois de várias tentativas frustradas de introduzir a atividade física na minha vida, agora vai mesmo acontecer. Já é uma questão (séria) de saúde e não só de bem-estar. Preciso de recuperar dos problemas físicos que me vão surpreendendo pela falta de exercício; preciso urgentemente de controlar os meus níveis de stresse; preciso de arranjar energia; preciso de prevenir doenças; preciso de atingir um ponto de equilíbrio. Como aliado precioso nestas conquistas saudáveis, vou consultar pela primeira vez especialistas de medicina chinesa. Também pretendo voltar às aulas de ioga, pilates e fazer da meditação um hábito.

3. Emagrecer - Este parece blábláblá mas é algo a atingir e rapidamente. O problema aqui não foram as festas, foi o ano inteiro que passou. Foi o de maior descontrolo emocional. Entrei em 2014 com menos 7kg que no dia da minha entrada em 2015. E são esses 7kg clandestinos e mal amados que quero "derreter" nos próximos meses. É um objetivo bem definido e desejado com muito fervor, a par da alimentação. Quero retomar a alimentação saudável mas com alguns upgrades, para uma ainda mais equilibrada (eu costumo ser radical no que toca a dietas). Este é dos pontos que mais anseio para me sentir a entrar nos eixos. A par destes cuidados, quero acrescentar os cuidados pessoais constantemente negligenciados pelo stresse e pressa diária. Falo dos cuidados do corpo, do cabelo... Aqueles "pormenores" que fazem toda a diferença na vida de uma mulher mas facilmente passam para segundo plano em fases estranhas - e eu estou nessa fase, permanentemente, há demasiado tempo. Preciso de voltar a esses cuidados e com muito maior dedicação.

4. Vida Social - Tem sido totalmente esquecida por força do momento que atravessamos (e por má gestão nossa também) mas cada vez sinto mais o peso desta ausência. É quase um crime a privação de sair e estar com amigos. Tal como revelou uma investigação científica no fim de 2014, "uma pessoa solitária tem quatro vezes mais diminuída a esperança de vida do que uma pessoa fumadora" e isto é absolutamente aterrador. Eu não estou propriamente sozinha, mas que os amigos nos trazem muita saúde e anos de vida (para não falar em momentos de felicidade, preenchimento e muito boas recordações), isso trazem. E eu espero estar muito mais perto deles e poder marcar muita coisa em 2015. E 2015 já começou!...

5. Livros & Aprendizagem - Sejam histórias inspiradoras ou livros das minhas áreas (e por minhas áreas entenda-se tudo e mais alguma coisa mas aqui estamos a falar de assuntos mais técnicos), espero ler muitos e bons livros. Quero reforçar o meu hábito de aprendizagem contínua, é algo que me dá um prazer desmedido e sentimento de realização pessoal. Não que eu tenha lido poucos nos últimos anos - pelo menos tendo em conta a minha disponibilidade atual para ler - mas espero conseguir bater o record este ano, porque com as prioridades bem definidas arranja-se esse tempo. Fácil.

6. Aprender a Nadar; Aprender a Tocar Guitarra - Um minuto de silêncio pela primeira meta. Eu não sei nadar, é mesmo verdade. E até a mim custa acreditar, porque é algo que limita muito a minha vida, pelo menos psicologicamente. E com o medo que tenho ganho em relação à água e a minha falta de resistência física... Todas as minhas (pequenas) tentativas de aprendizagem têm saído frustradas. Mas eu sei que depois do meu corpo ficar mais preparado para se exercitar e com muita força de vontade eu vou conseguir arranjar umas aulas de natação e dar os meus "primeiros passos" e vencer-me a mim própria.
Este também será o ano em que, no mínimo, dou os primeiros toques na guitarra. Será um sonho a concretizar-se!

7. Organizar o Presente - A minha casa, o essencial que fica sempre à espera, reorganizar as roupas, os armários, os acessórios... Estas coisas que parecem pormenores mas conseguem mesmo ocupar a cabeça quando acumulam e que sabem a vitória e a tréguas quando estão resolvidas. Também quero que seja o ano de darmos algum toque nosso a esta casa, investir em alguma decoração e tornar mais este espaço no nosso lar. Também quero finalmente fazer os meus desejados álbuns de fotos (resolução que transita de ano para ano). Estou a organizar-me para isso.

8. Organizar o Passado - Sacar informação dos computadores antigos, organizar os meus computadores atuais, ir resgatar e compilar a informação de caderninhos e mais caderninhos de objetivos e anotações que tenho espalhados pela casa, ano após ano. Uma desgraça que parece não ter solução! Pensar o que fazer com as minhas pilhas de revistas de moda. Pensar numa data para ir a casa dos meus pais e ir tirar de lá todo o lixo e passado que lá deixei. A minha mãe não merece e seria a sua maior alegria.

9. Natal Diferente - Passar o próximo Natal com o meu amor. Porque não faz sentido de outra forma, porque nós merecemos e porque, afinal de contas, no próximo Natal já vamos estar juntos há 8 anos. Começa a fazer sentido, não? Dê por onde der, eu desta vez vou mesmo arranjar forma.

10. Férias - Uma palavra que foi totalmente eliminada do dicionário das nossas vidas nos últimos anos. Nem me vou alongar a explicar, mas há anos (sim, literalmente) que não temos férias. Umas simples férias... Ninguém disse que empreender é fácil, mas também já chega de ver a vida passar. Ultrapassámos todos os limites.
Depois da primeira resolução cumprida (minimamente, vá!) esta vai ter de entrar em ação. Porque é essencial à vida, porque é essencial à relação (sim, sei que temos aguentado bem, é o amor, é o amor...) e porque há muito mundo para descobrir e, acrescento, porque viemos ao mundo para ter qualidade de vida, vai-ter-de-ser. Sei que é até estúpido isto ser uma resolução (dá-me até vergonha), porque isto faz parte da vida normal, mas como nós não temos uma vida normal e eu já só tenho receios... Esta é uma meta muito importante e fundamental para 2015. E para atingir tantas vezes quanto possível.

11. Ter um Cãozinho - Um animal de estimação é algo que já queremos há anos e neste caso ter o nosso cão, que é algo que não podemos de todo ter agora, vai significar que a nossa vida atingiu finalmente uma certa dose de equilíbrio, dado que pudemos assumir essa responsabilidade. Vai ser um passo importante, especialmente pelo que simboliza. Eu estou ansiosa por chegar a esse momento.

12. Renovar este Blogue - É algo que quero fazer há muito tempo. Um refresh total: mudar a template, a organização e até o nome. Falta-me isso, outro nome qualquer, outra aparência qualquer. Gosto de recomeços e esse será mais um.

De resto, que continue este espírito positivo e a criança que vive (e sobressai) em nós se mantenham e nos continuem a brindar com momentos de risada, mesmo quando seria tempo de estarmos muito mais sombrios, negativos ou até depressivos. Que continuemos fortes e resilientes, juntos, de sorriso na cara e braços abertos ao novo ano. Porque atitude positiva, mente aberta e muitos sorrisos atraem resultados positivos e muitas coisas boas. Nem que seja o nosso bem-estar. Vamos lá descobrir o que este ano nos reserva e no fim (que isto passa rápido) olhar para esta lista e sentir que os deveres foram cumpridos e com isso muita realização pessoal. É isso ou rir desta lista e fazê-la toda novamente para o outro ano. Vou já suar para que isso não aconteça!!! 2015, aqui estou eu prontinha. Bring it on!

2 comentários:

Joana disse...

Bem, dado que em breve vamos ser (quase) vizinhas, talvez consiga ajudar com o ponto 4 :P
beijinhos, e força!

Green disse...

Devo dizer-te que dietas é uma coisas que ninguém devia fazer, mas sim, uma alimentação saudável constante e "para sempre", isso sim ajuda-te a perder peso de forma saudável e, quando atingires o peso adequado, ajuda a manter.
Quanto ao desporto, pratico desde sempre, comecei pelo ballet, depois passei pela natação de competição, e atualmente pratico ginásio diariamente, sou uma viciada em atividade física.
O resto, tudo perfeitamente concretizável, como em tudo na vida, é preciso força de vontade :)