terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Best Wishes


Ainda não sei como vou passar os próximos dois dias (juro que não sei mesmo), mas sei o que gostava que fossem. Que a minha família voltasse a juntar-se como antes, para passarmos o Natal todos juntos, eu com todas as minhas priminhas pequenas e com a minha tia que está tão gravemente doente. Que eu não tivesse de dividir-me entre o meu amor, a minha família lá de casa e a outra casa onde vai estar toda a restante famíla. Tudo isto para tão pouco tempo. E já sem contar com o outro lado da família que nunca mais encontrei no Natal...

Gostava de aproveitar o maior presente que nos deu o universo para este ano: os cinco dias de Natal seguidos que vão acontecer esta semana. O Natal que se vai prolongar de amanhã a domingo. Com as famílias a dividir-se pelas várias casas, de mesas que vão ficando postas, de filmes que se arrastam e lareiras que mal chegam a apagar-se... Porque os dias se prolongam... E com eles as conversas, as bebidas, os jogos, a preguiça tão boa de quem está no calor em boa companhia

Gostava que tudo fosse muito mais despretensioso. Que as pessoas se juntassem amanhã de tarde e à noite pela alegria de estarem juntas, e não por obrigação social de fazê-lo. Que estivessem onde e com quem o coração lhes pedir. Que só comprassem presentes para quem o coração pedir mesmo para o fazer, e não porque tem de ser. E que todos nós, que recebemos presentes, compreendessemos isso, de forma a ser possível este sistema sincero.
Gostava que voltassemos muitos anos atrás no tempo e saíssemos mais para ouvir concertos de Natal nas igrejas da cidade, e menos para os centros comerciais; que fossemos juntos à missa de Natal, e não cada um para o seu computador; que ouvissemos mais músicas de Natal antigas, com aquelas mensagens de bondade tão puras, e menos de artistas pop que cantam hits de Natal onde o ponto forte da música são as pernas da cantora; que nesta altura dessemos muito mais atenção às crianças e aos velhos, do que a nós próprios, sempre nós próprios. Que fosse uma altura de pensamentos felizes, e não de stresse.

Gostava de voltar ao que já foi mas não é possível. E o que eu choro, nostálgica, ao lembrar-me de outros tempos. E por isso, porque não dá para regressar, o que peço para este ano é que corra tudo bem e tranquilo e que eu possa estar com o maior número possível das pessoas de quem gosto. Hoje à noite já começo a fazê-lo. Ah, e a pessoa de quem mais gosto no mundo já está comigo todos os dias, e tão bom que isso é
Desengane-se quem pensa que é preciso dinheiro para passar um bom Natal. É preciso, isso sim, muito amor, dedicação e um coração cheio, a partir daí faz-se tudo. Parei aqui hoje para desejar um feliz Natal, que passem mesmo bem os meus dias prediletos do ano.

2 comentários:

Miss Purple disse...

Sem dúvida !
Estar junto com aqueles que amamos, é o mais importante.

Green disse...

Um feliz natal para ti também, e que corra muito e muito bem :)