quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Pure Wisdom


Parece óbvio, mas poucos sabem isto.
E isto, tarefa tão árdua, é a história da minha vida.
A maior parte das vezes, por minha iniciativa. Nos últimos anos, com a ajuda do meu amor para conseguir continuar a dizer "não" a quase tudo o que há de melhor na vida.
Sempre com um propósito.

Mas o que significa isto afinal?
Não, não é "não poder ter agora para, mas ter mais tarde".
Não poder ter agora não significa absolutamente nada - mas nada - só significa que se vai continuar a não ter.

O que a frase (e a atitude) significa verdadeiramente é tu dizeres que "não" aos prazeres que podes ter agora, para ter em dobro mais tarde, depois de chegares onde querias, finalizares o teu plano.
Ou seja, é teres as condições para o fazer (dinheiro, por exemplo) e mesmo assim abdicares disso. Eu sempre o tive, mas nunca usei para prazeres, durante a última década. E é essa a maior prova da atitude que estou a ilustrar. 

Difícil, muito mais do que se pode pôr em palavras, mas só assim se chega lá.

1 comentário:

Green disse...

Sem esforço e sacrifícios não chegamos a lado nenhum, isso é verdade.