domingo, 26 de outubro de 2014

Maior Castigo


Vibrei com as melhorias e festejei antes do tempo. Afinal ainda passei mais esta semana de cama...
Como já desconfiava, a dor no espaço do dente estava cada vez melhor, mas o corpo a ceder. Acabei por ficar mesmo com amigdalite - mas sem febre (?) - e com a minha boca completamente ferida, brindada com mais de uma dúzia de aftas (e na língua). Tenho andado aflita da boca, se alguém já passou por isto saberá que não dá para fazer nada, com o mal-estar no corpo e até febres por causa de uma boca doente. Ando sem falar, as lágrimas caem e os dias são uma tortura. Fui neste estado ao dentista tirar os pontos e levar ainda com mais más notícias em cima. Naquele dia acabou por ser "arrancar" os pontos, no meio de lágrimas e gemidos de sofrimento. A minha gengiva inflamou, não cicatrizou. E eu posso ter ficado com o corpo em baixo por causa disso, por alergia ao antibiótico ou pela carga de nervos no dia da extração. Voltei aos gelados e às papas frias e à proibição de comer normalmente até data indefinida. Agora estou a recuperar disto tudo, cada dia é um dia, de novo desespero por querer sair disto rápido, mas também de esperança de que seja o último.

Sem comentários: