quarta-feira, 24 de setembro de 2014

E Tudo Mudou

O verão despediu-se de forma tão violenta, há dois dias, e o outono chega assim, de mansinho... Com sol, mas a lembrar-nos que já não estamos à vontadinha. Parece que num par de dias tudo mudou.

Custou-me muito acreditar que estávamos mesmo a entrar nesta nova estação, que se acabou assim a silly season, do nada, e que me passou tudo novamente ao lado. Tantos sonhos, planos e projetos eternamente adiados. Custa tanto que não consigo traduzir em palavras. Agora, tendo de encarar que é mesmo verdade, que acabou (...), tenho de voltar a fazer o exercício no qual estou a ganhar cada vez mais experiência: deitar tudo para trás das costas, aceitar as derrotas e tudo o que perdi, fingir que não aconteceu. Seguir em frente como se nada fosse. É mais uma cicatriz que se instala no meu coração. E como qualquer cicatriz, podemos ignorá-la, mas a marca fica ali para sempre. Já são demasiadas a acumular num coração tão pequenino e frágil, eu só espero que ele aguente mais esta. Só mais esta. Mas isso veremos nas análises do próximo mês...

Como foi realmente difícil de acreditar nesta (precoce) mudança de estação, precisei de muita inspiração. Quando digo muita, foi mesmo em doses generosas para eu própria me enganar desde o início. Agora já estou mais "enganadinha", já estou até bastante entusiasmada por esta decadente mas tão mágica chegada do outono. É tão melancólica, dourada e misteriosa esta fase de transição. Matar saudades do fresquinho, do cheiro da chuva, das meias quentinhas, do chá quente como companhia, das primeiras mantinhas no sofá... As cores do parque ficam irresistíveis, parece que na verdade tudo fica irresistível. Vem a vontade de fazer bolo, de acender velas, de combinar um chocolate quente algures, de marcar lanches em casa. Enfim, nota-se que a inspiração resultou? Fico sempre rendida aos encantos do outono, totalmente inspirada, e não há como não aproveitar as vantagens de um novo ciclo - a isto chama-se ter a coragem de olhar sempre para o copo meio cheio. Partilho alguma da minha inspiração com quem também precisar, ou quem simplesmente quiser deixar-se levar...















 






 






Feliz Outono

Sem comentários: