terça-feira, 24 de junho de 2014

The Rest Of My Life

No meu último dia com 26 anos nem sei bem o que pensar. Foram ontem os meus 22, os 24, os 25 que às vezes ainda penso que tenho. Já aconteceu um turbilhão de coisas ao longo destes últimos (e exageradamente rápidos) anos, é verdade, mas ao mesmo tempo parece que está tudo igual. Sou uma miudinha pequena ainda em muitas coisas que não vou mudar nunca, mas que já aprendeu tanta coisa de gente crescida - algumas até demais por força das ocasiões, mas das quais vou tirar muito partido.
Uma das mais importantes que aprendi foi a deixar de criar expectativas e é assim que entro num novo ano. Adoro recomeços, mesmo que imaginários, e preciso deles. Oportunidades de parar e refletir, riscar mais do que está mal e acrescentar mais do que falta. Aprende-se a viver aos poucos e às vezes acho que a minha vida em particular está a ser um enorme e assustador desafio, mas se o é também vai resultar em algo maravilhoso à altura do esforço. Com mais ou com menos dificuldades, e para resumir e abreviar tudo, a decisão só depende de nós... E eu, sem medos, fiz a minha.



1 comentário:

Miss Purple disse...

Ganha-se mais sabedoria, mas mudar?
isso é que não :)