terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Portuguese Pride


Foi um orgulho ver o Ronaldo ganhar aquele prémio. Era merecido, e merecido há tanto tempo que ele não conseguiu conter-se. Fiquei muito feliz pela felicidade dele! E quase eu não me continha também.
Se virmos o Messi nos últimos a receber os seus prémios de melhor do mundo, ele faz apenas um ar de fanfarrão enquanto pensa "tomem lá que ganhei mais um". E não é que não mereça, mas o Ronaldo mata-se ano após ano para poder estar ali e para merecer o primeiro lugar. É um exemplo de tanto trabalho, dedicação total e esforço que, uma vez reconhecido, deve ter sido uma sensação de felicidade inacreditável. E quando é merecido é tão tão tão bom de ver. Que venha o próximo para o melhor do mundo!

Sem comentários: