terça-feira, 5 de novembro de 2013

Sweet days


Tem sido um ótimo começo. Por um lado é aterrador ser o começo do fim do ano. Pensar "como já se passaram mais esta série de meses?" ou "como entrei agora em 2013 e estou já a olhar para o que resta dele, com um mês e dias pela frente?" ou pior, "como acabei de fazer 26 anos, tipo ontem, e já vou para quase metade deles e nada fiz do que queria nos entretantos?". Penso, estremeço e tento manter-me firme. Em nome de continuar o esforço que tenho mantido, em nome do que posso estar quase a conquistar, em nome daquilo que consigo fazer, e que descobri que não é pouco. Tenho toda a gente a apontar-me o dedo a dizer que sou louca, que talvez não devesse estar a fazer isto desta forma. E vou seguindo assim... A ver no que vai dar, e as pessoas também à espera para ver.

No sentido de manter-me, então, firme, tem sido um ótimo começo. Os primeiros dias do mês têm sido diferentes, investidos para inspirar para mais doses de trabalho, gastos em planeamento e definições de metas. Ainda falta definir melhor, mas lá chegaremos. Está a arrastar-se tudo, sempre, mas vai correr bem. Entrar no mês in love ajuda. Só espero que mais tempos de trabalho não roubem isso de nós. E que acabe por ser um sweet november, apesar de tudo.

Sem comentários: