sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Os dias que ficam


Foram dias de muito stress e peito apertado, uma noite não dormida e uma manhã a tremer, mas no fim vale sempre a pena enfrentar os nossos receios mesmo quando ainda não nos sentimos preparados e não fizemos nem um pouco do que queríamos para atender ao desafio. Não estudei, não revi o meu trabalho e só de madrugada consegui finalmente definir o que ia apresentar esta manhã a um júri exigente. Felizmente correu tudo pelo melhor, fiz boa figura, terminei o curso com sucesso. Uma maratona que ficou um pouco registada neste blog, que há dois anos atrás me via a viver um drama sobre se era isto que queria fazer ou não. Não era bem isto, mas quando decidi ficar pensei que teria sido para aproveitar, e aproveitei. E hoje terminei. Podem tratar-me a partir de hoje por Bel, Mestre Bel. :)

Mais acrescento que não importa a nossa qualidade individual, se não estivermos rodeados das pessoas certas. Tive muito apoio nos últimos dias que fez toda a diferença e acabou por ser divertido e muito simbólico fazer alguma reunião familiar num dia tão importante. Hoje foi um dia feliz e agora tenho uma sensação estranha que me invade e é tão indefinida. Novos capítulos me aguardam... Mas por enquanto já só penso em recuperar-me de toda a tensão que vivi. Bom fim de semana para vocês desse lado também

2 comentários:

B-Maria disse...

Tãããão verdade!!!

marta. disse...

Parabéns :) aproveita!