terça-feira, 1 de outubro de 2013

The Biggest Love


Para ti, que estás sempre lá. Nos altos e baixos, e os baixos têm sido tantos. Tenho atravessado muitas aventuras, e nenhuma daquelas que as pessoas sonham viver. Têm sido de trabalho e dedicação, resistência às (imensas) adversidades, persistência para não mudar de rumo quando o destino parece impor um travão - e uma coleção de vezes em que apetece tanto fazer-lhe a vontade. Mas nunca cedi porque tenho um anjo da guarda... Alguém que é a minha força sempre que perco as minhas e que vibra com as minhas alegrias como se fossem suas. Alguém que quebra o coração quando o meu sofre e respira felicidade quando atinjo alturas de paz. Alguém tão generoso que se preocupa mais comigo que com a própria vida. Como pode existir alguém assim? Sou a rapariga mais sortuda por te ter encontrado, por te ter agarrado, por te ter a meu lado.

Os anos têm voado, assusto-me porque quero passá-los bem colados e aproveitadinhos e não tenho conseguido, temos lutado para conquistar uma vida de paz e muito amor e agora estamos mais perto que nunca. Quero fazer de hoje um dia especial, como o último em que não pode ser devidamente celebrado, como o último sem tempo para nós e para os nossos, mas como o primeiro de um novo espírito de esperança, de força e de acreditar. O primeiro dia do mês que determinámos como sendo aquele mês é só teu e hoje estou em modo de festa para que seja uma data especial, mesmo a trabalhar. Bem sei o que falta ainda fazer, vamos cumprir este primeiro objetivo para depois pensarmos muito mais em nós, porque o nosso amor merece. Parabéns, meu querido

Sem comentários: