terça-feira, 29 de outubro de 2013

Não imaginam





Como eu me mudava tão bem para Londres. Como este friozinho e a necessidade de algo novo e mexido e acolhedor me chama para lá. O estilo e nostalgia daquela cidade deve ser de agarrar e não largar mais. Eu acho que ia e já não voltava. Mas por agora contentava-me em ir e experimentar. Que vontade, dear lord, quanta vontade...

Sem comentários: