segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Dias que enchem o ❤


O trabalho pode apertar, a vida pode parecer desabar às vezes, podemos sentir-nos numa ilha, por vezes sem ter com quem desabafar, sem ver há muito tempo quem gostamos, mas depois há aqueles dias que nos mostram porque lutamos e porque tudo vale a pena. Estou a falar dos dias que nos juntam, que nos obrigam a parar e a unir em família, neste caso por motivos felizes. Desta vez foi mais um baptizado que convocou toda a família e até eu, sempre aqui tão afastada de todos e que até de véspera ponderei (estupidamente) não ir, fui. E foi mais um dia feliz, de reuniões e reencontros, com os primos que só vêm a Portugal uma vez por ano, com a afilhada que infelizmente vejo poucas mais vezes que isso, com a família próxima que vejo cada vez menos vezes. Custa cada vez mais estar longe e ver tão pouco toda a gente e é uma situação triste que quero inverter o mais depressa possível (coisa que escrevo neste blog desde o ano em que o iniciei...), fico triste e a questionar a vida.

Moving on: foi maravilhoso parar para um dia de festa, mesmo quando a noite e o dia anteriores não podiam ter corrido pior e já me levantei arrasada para poder ir para a cerimónia, mas nada como encontrar toda a família novamente reunida para esquecer os problemas por um dia. Que dose de revitalização! Foi bom meter a conversa em dia, brincar, aproximar-me mais um bocadinho das primas pequeninas que vão crescendo e que pouco vou vendo, da afilhadinha, dos grandes, e aproximar o meu amor da minha família. Vestirmo-nos bonitos, tirarmos mil fotos para recordar todos os anos e redefinir prioridades. Ver anoitecer tão rápido, acabar o dia com dores tremendas nos pés, um cansaço incrível mas que na verdade sabe bem. Fazer mais um monte de promessas que queremos cumprir, muitos mais encontros, mais visitas, mais dias juntos, mais do que é importante mas que nem sempre passa de palavras. Mas vai passar, sei que vai passar.

Trago alguns novos planos e a cabeça um pouquinho mais arrumada deste encontro. Avistam-se muitos mais dias cheios para o próximo Outono e Inverno (assim de repente lembro-me de mais que uma mão cheia de eventos familiares informais) e só posso ficar radiante à espera. Mesmo sabendo que vou ter de trabalhar tanto para nessa altura já não falhar nenhum. Mas vou!
É a importância da família e dos amigos, com eles percebemos quem somos, saímos do isolamento e percebemos afinal onde estamos, o que se passa, o nosso lugar no mundo. É junto deles que tudo faz sentido, que podemos questionar e tirar conclusões. O que aprendemos sozinhos? Aprendemos a desaprender, a perder a noção da realidade. Precisamos uns dos outros para manter os pés na terra, e quem pensa o contrário não sabe o que está a perder. Eu sei o que estou a perder! E aquilo que quero conquistar brevemente :) estou perto de vir a conquistar o meu tempo e o meu espaço, e depois reconquistar estas pessoas todas e os momentos que andei a perder. Encher aquelas pequeninas todas de mimos e abracinhos e o mais que merecerem, vê-las muitas vezes. Reconquistar-me a mim também, mas isso é matéria para outros assuntos... Venham mais dias destes, que nos enchem de energias positivas e motivação para continuar. Que nos mostram porque é importante parar e arranjar um espacinho na agenda. E que nos motivam a trabalhar para que a agenda venha a ser, muito brevemente, um lugar cheio desses espacinhos.

Sem comentários: