quinta-feira, 29 de agosto de 2013

As figuras da Miley


Já foi há quatro dias, foi no domingo que vi a actuação infeliz da Miley Cyrus nos VMA's deste ano. Vi em directo enquanto estava aqui nos meus trabalhos e não pude evitar a desconcentração total naquele momento. Para ser sincera, eu já calculava o que ela ia fazer antes mesmo de ter começado a actuação. Pelas polémicas dos últimos tempos, pelos últimos vídeos (que vão aparecendo nos canais de música e que vou espreitando diariamente por trás do mac) e até pela atitude dela na red carpet dessa noite. Pensei logo para mim "esta miúda agora deu para se armar em parvinha, porque sabe que como resultou com uma ou outra celebridade antes, e agora quer mostrar que também tem valor e só saindo dos padrões é que vai lá". Pensei e aconteceu, ela entrou em palco para cantar e só fez figuras tristes do início ao fim. Pensava eu que não me ia surpreender com nada, mas ela conseguiu armar-se ainda mais em espertinha do que eu poderia ter imaginado. Eu esperava ver muita pele, mas não tanta. Esperava ver poses estranhas, mas afinal a actuação, toda ela, foi poses estranhas. E para quê aquilo tudo? Nem piada teve, só caretas por todo o público, aquilo caiu mal a toda a gente.

Agora, passados dias, já há os defensores de que aquilo que ela fez não foi nada de novo. Que já Britney Spears ou Rihanna fizeram coisas mais ousadas e ninguém se importou. Pois é, mas a Britney e a Rihanna são a Britney e a Rihanna. Alguém fica incomodado com aquilo que elas fazem? Ninguém, não só o público não se importa como ainda aplaude. São naturalmente sexy, não há fingimentos nem nada é forçado. São ousadas de personalidade, e não para provar que o são. É nesse intervalo que está toooooooda a diferença entre a Miley e as verdadeiras estrelas de palco. Ela errou (e desde já há algum tempo) ao tentar ser uma pessoa que não é, a forçar uma personalidade que não é a dela e a querer evoluir a carreira com uma farsa. Pois o que eu acho é que não só não resultou, como ainda arruinou todo o futuro que tinha na música. E já agora, mais alguém topou aquele problema novo que ela tem com a língua, que teima em não caber na boca? Que trauma, eu acho mesmo que o mundo está a ficar um bocado estranho, com os valores trocados, estranho demais para mim.

1 comentário:

Ju. disse...

Concordo com este textinho! Uma coisa é ser, outra é fingir ser, e é isso que a Miley está a fazer, para se livrar da imagem da Hannah Montana.
Beijinho*