quarta-feira, 17 de julho de 2013

Amor interrompido


Quanto mais leio sobre a morte do actor, menos detalhes quero saber porque me entristece, muito. Por ser tão novo, talentoso, e o que me deixa mais angustiada é este amor tão grande que fica pelo caminho. Não foi mesmo o rapaz que me deixou a pensar, porque eu mal via a série, pouco sei da história e deles, mas sabia desta paixão, e que era das histórias mais românticas naquele mundo... Bonito de se ver, o amor estampado nas cara deles (uma pesquisa de google sobre o casal não deixa ninguém indiferente) e hoje ao assistir a um episódio de Glee foi difícil controlar as lágrimas ao vê-lo cantar. Faz-nos pensar como a vida é pequenina, frágil, e que um estúpido acidente nos pode roubá-la a qualquer momento. E nós que a tomamos por garantida, que esperamos viver para sempre sem pensar em consequências, andamos a provocá-la só para não termos de esforçar-nos muito.
Eu fico assustada... E sinto-me pequenina nestas situações. Penso na Lea e como estará ela a sobreviver a isto. Dizem que está "devastada", mas só porque têm de arranjar uma palavra para definir o que ela está a passar, que não pode ser, com certeza, descritível. É triste, é tão triste que não vale a pena continuar a desabafar sobre algo que mal conheço. Mas fiquei tocada com o que aconteceu.

1 comentário:

Ju. disse...

Nem quero imaginar como será! :x Mas todos estamos sujeitos a passar por isto, infelizmente.
Beijinho*