quinta-feira, 20 de junho de 2013

Nonsense

 

Se eu já estava perplexa perante a birra greve que os professores decidiram levar para a frente em pleno dia de exame nacional de português - e que me desculpem os defensores desta manobra de egoísmo e estupidez, mas eu não posso compreendê-la -, pior agora ao descobrir sobre a nova greve para os exames de matemática do nono ano de escolaridade. Mas isto agora é tudo uma brincadeira? Não viram o resultado desastroso na vida dos alunos esta segunda-feira? Andam a brincar com a vida e futuro alheios em nome de não trabalhar um pouco mais, pouco esse que nem chega para igualar as horas de trabalho do sector privado (sim, a contar com o trabalho em casa). Cada vez mais me parece tudo uma palhaçada, decisões tão importantes tomadas de ânimo leve, manifestações de egos e orgulhos sem fim.
Nunca percebi estas manobras do "se eu prejudicar muito os mais fracos, dou mais nas vistas!" mas quem as faz lá sabe. E dão-se muito bem assim, sem dúvida. Mas só no curto-prazo, porque gente assim (e aplica-se a tudo na vida) nunca será feliz.

Sem comentários: