segunda-feira, 24 de junho de 2013

Mais um ano

Há um ano foi assim:


Foi a festinha possível dentro de uma vida que costuma ser ocupada demais, e foi bom. Foi tão bom que hoje se repete.

Esta tarde inicia-se aquilo que é a comemoração da minha vida a avançar. Vamos sair para um jantarinho de aniversário - porque o jantar do dia de amanhã costuma estar reservado aos pais. Hoje saio de casa com 25, volto para casa com 26.

Muito podia dizer sobre este ano dos 25. Casei os anos e, como sempre, criei demasiadas expectativas para o que viria. Imaginei, por exemplo, que iria finalmente ter um grande Verão, de arromba. Acabei por não ter Verão, sequer. Imaginei-me a terminar um ano lectivo satisfeita, com tudo pronto, quando hoje me encontro perto desse limite e ainda estou a começar a minha tese de mestrado. Pensava que ia conseguir ter uma vida mais tranquila, estável e organizada, quando as coisas estão cada vez mais apertadas e incertas. São coisas que falham e vou aprender a controlar mais as minhas expectativas fatais, elas estragam-me toda. É por isso que entro nestes 26 de cabeça limpinha e sem pensar muito no tempo a passar, porque aí sou duplamente prejudicada - ele passa mesmo e eu ainda sofro com isso. Estes anos têm voado e eu a pensá-los em demasia!

No entanto, apesar de ter sido um ano que, novamente, passou num sopro, penso que posso resumi-lo a uma só palavra: aprendizagem. Pode não ter dado para sair, divertir, conviver, relaxar e por vezes até nem respirar, mas todo o pouquinho (e espremido) tempo livre que tive foi investido. Tenho trabalhado muito a minha pessoa. Tento todos os dias reconhecer as minhas falhas e melhorar, melhorar, melhorar. Leio bastante, peço conselhos, escrevo a minha evolução. Porque quero tornar-me melhor, sempre, e fazer este esforço contínuo para sempre. Ser cada vez uma melhor pessoa e melhor profissional, preparada para tudo. Que continue esta saga: seja mais um ano de aprendizagens e evolução, e se possível de algumas alegrias também. É o último post dos 25 *suspiro* venha mais um ano.

Sem comentários: