terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Seguir em frente

Sábado tive um dia feliz mas uma e várias más notícias. Era, de repente, o meu último dia livre, sem avisar. Recebi as notas todas de uma enfiada só, e todas más. Já não estava habituada a isto, nem à espera disto. Estava insegura, sim, mas porque os professores são estranhos, as disciplinas mais ainda, e fiz os trabalhos um pouco às escuras. Enfim, a média que tinha já lá vai, só não consegui ficar quieta em relação à pior nota e o resultado foi o que aqui estou a contar: os meus últimos dias de férias foram investidos a refazer um dos trabalhos deste semestre. E quando eram os últimos dias custa mais. Mas já passaram, aquilo está entregue e neste momento estou em negação para ver se não vou melhorar mais nenhuma das notas. Recuso-me porque ao mesmo tempo me sinto injustiçada com o que aconteceu nos últimos tempos, com todo o meu esforço do ano passado a ficar esquecido assim. Fiquei triste triste triste a ver estes resultados, e a sentir-me impotente perante a situação. Mas é só um desabafo e um dia lembro-me do mérito que tive neste mestrado, sem sequer dar o meu melhor. Sempre entrei nisto por mim. E agora acabou tudo e daqui para a frente trabalho só para mim. Estou livre, a olhar para a frente e com pensamentos positivos.



2 comentários:

Vanessa Ferreira disse...

e é assim que tem de ser! olhar sempre em frente e pensar positivo :)
força

Joana disse...

"Recuso-me porque ao mesmo tempo me sinto injustiçada com o que aconteceu nos últimos tempos, com todo o meu esforço do ano passado a ficar esquecido assim. Fiquei triste triste triste a ver estes resultados, e a sentir-me impotente perante a situação."

E assim resumiste na perfeição a defesa da minha tese :P

força nisso, Bells!***