sábado, 1 de dezembro de 2012

Febre. É mesmo febre


Quando vi publicitada a campanha PromoFans, em vários centros comerciais e incluindo o meu vizinho Centro Vasco da Gama, achei fofíssimo e natalício e na minha inocência até pensei "vou ao site ver o que é isto e aproveitar os 75%". Quando percebi que só havia cerca de três talões de 75% em cada produto e por cada centro comercial, percebi que não era para todos. Quando vi muitas partilhas disto pelo Facebook, pior ainda.
Bom, novamente inocente, comecei a pensar "oh, isto são grandes promoções, tinha de ir para lá de manhã ainda com aquilo fechado para ser das primeiras, deve ir mais gente antes do tempo e não estou para andar lá à guerra. Não, obrigadinha."

Agora ao ver as notícias da manhã, qual a minha surpresa quando vejo as manchetes "Febre dos Descontos" com filas gigantescas na porta do Colombo, de pessoas que pernoitaram na porta do centro comercial, com os 6 graus de temperatura e chuva que fizeram esta madrugada. Um entrevistado do início da fila confessou que estava ali há dois dias. DOIS DIAS. Ele está abancado na porta do Colombo desde quinta-feira para ir comprar um Samsung Galaxy. Uma rapariga atrás dele conta uma história parecida, teve quem lhe levasse "montes de edredons" de noite e comida quando era preciso para se aguentar ali. Bem, estes são os factos, não tenho mais nada a dizer. Apenas comento que ainda bem que não me apeteceu fazer parte dos passatempos. Aos poucos vou aprendendo um pouco mais sobre a realidade, porque eu nunca tenho consciência daquilo que as pessoas estão mesmo dispostas a passar.

Sem comentários: