terça-feira, 22 de maio de 2012

Festejando o fim de tudo o que é mau


De tantas apresentações que fiz este semestre levo quase um curso maior de apresentadora para públicos do que propriamente o curso de marketing! Mas o maior desafio que terminou hoje foi o de estar acorrentada a determinadas pessoas e ter de lidar com elas. Estar acorrentada significa ir ao fundo quando elas nos arrastam para lá, significa não conseguir puxar para a frente e avançar quando elas não deixam. Significa apresentar resultados bastante limitados, por estar sujeita a mentes limitadas. Mas o tão esperado dia chegou! E depois do stress das últimas apresentações terminaram hoje as minhas aulas e estou completamente separada daquelas pessoas e daquelas forças negativas para sempre!

Hoje só queríamos ir a correr festejar para qualquer lado. Eu e a S. passámos meses a dizer tudo o que faríamos hoje quando saíssemos disparadas do anfiteatro, no fim de todos os trabalhos entregues e apresentados. Era ir para o jardim, era a esplanada, era a pastelaria, o cinema, as compras, era o bolo, a cerveja, o batido, a tosta... Era tudo aquilo de que estamos privadas há meses e tanto ansiamos! Sair à rua e não pensar em trabalhos. Enfim, devido ao nosso estado zombie acabámos por concordar em ir cada uma para sua casa dormir e foi esse o grande desfecho ahahah. Mas por dentro estamos a palpitar de contentamento e é isso que interessa!

Depois de dormir a minha sesta - e me beliscar para acreditar mesmo que acabou toda aquela maratona - acordei para a realidade e neste momento encontro-me em contagem decrescente para os estimados exames, que começam daqui a uma semaninha e cada dia até lá são horas de estudo bem preciosas.
Com o fim das aulas separo-me das pessoas que estavam a poluir a minha vida e destes dois semestres de trabalho retiro algumas das maiores lições da minha vida.

3 comentários:

Joana disse...

Força nisso :)
"May the force be with us..."

bjs*

S. disse...

Acabouuu :)

S. disse...

Acabouuu :)