domingo, 19 de junho de 2011

De volta


Agora que já estou em Lisboa para dar no duro, encontrei na minha Vogue de Julho uma definição que acho ainda mais realista e apetece-me outra vez partilhar:

«Regida pela Lua, a sensível mulher de caranguejo é orientada para a família e para a vida caseira e interior. Com uma intensa vida emocional, a sua força vem da profundidade dos seus sentimentos e a sua sensibilidade, da sua grande intuição.»

Esta segunda frase é de uma verdade incrível, só queria poder ter um pouco de calma para explorar toda essa profundidade de sentimentos e poder dedicar-me a essa referida vida interior, para a qual sou orientada.
No fim diz que devo desenvolver essa "grande intuição" e confiar em mim (inconfiança é característica do pessoal caranguejo). É um conselho a seguir.

Sem comentários: