terça-feira, 19 de abril de 2011

Dias no campo


Com ou sem sol, mas sempre com os meus gatinhos (gordos que eu sei lá e com a mais pequena à espera de filhotes), o som dos passarinhos no quintal e o mar à distância de descer a rua. É pena isto passar num instante e as minhas férias nunca passarem de uns dias disponibilizados para resolver problemas e compromissos.

Vá, rapariga, sê tolerante e pensa no lado positivo: pelo menos não tens de faltar às aulas para resolver as tuas cenas chatas. Afinal sempre há um lado positivo... Também ajuda se parares de pensar que nestas férias da Páscoa todo o pessoal está por esse mundo fora a conhecer coisas novas (afinal, férias são para descansar!) e a voltar cheios de energia e tu estás em casa a fazer um post de como é bom estar aqui fechada a aturar os pais e ainda o irmão que é de uma atenciosidade rara. Continua com o pensamento up que ainda há-de acontecer algo de positivo nestas super-mini-férias.

Sem comentários: