terça-feira, 17 de agosto de 2010

Progresso, para que te queremos...


A tecnologia aproxima-nos de quem está longe e afasta-nos de quem está perto.

Das frases mais verdadeiras que encontrei nos últimos tempos. Se é verdade que as pessoas que não se encontram há muito tempo utilizam meios geniais como o Facebook para irem mantendo contacto, também é verdade que cada vez mais se refugiam atrás deste para manter a falsa "proximidade" com os que deveriam ser realmente próximos. É tão mais cómodo! Mas muito mais infeliz, não? É por aqui que se dão os parabéns, é por aqui que se contam novidades, é por aqui que se combina tudo, é aqui que se perde o que é realmente bom numa amizade. Mas quem sou eu para falar senão mais uma ultilizadora? Mais uma vítima, portanto. E voluntariamente.

Quando penso nisto a sério e me meto a ponderar as coisas tenho de considerar a importância vital da tecnologia, mas fazendo um balanço final acabo sempre por achar que veio piorar (quase) tudo. Às vezes só me apetece que desapareça tudo o que é computadores e telemóveis e volte tudo ao "antigamente", tão mais puro. Mas isso é só às vezes...

1 comentário:

Sofia disse...

Ora aí está uma grande frase!

E podes crer, às vezes só me apetece desligar desta tecnologia toda. Estraga tudo!