quarta-feira, 14 de julho de 2010

Falando de futebol (uma vez sem exemplo)


Passou muito depressa este campeonato do mundo de futebol, vou sentir a falta. É que isto não é dito por alguém que foi ouvindo falar de uns jogos pela tv, que ia vendo os de Portugal e que no último dia soube que o mundial acabou e que quem ganhou foram os vizinhos espanhóis e no fim até houve beijos na boca e coisas do género. Nada disso. Está a ser dito por quem vibrou com o mundial, por quem viu todos, todinhos, os jogos da fase de grupos e ainda os seguintes, cerca de duas/três vezes cada um, o que dá entre seis a nove jogos por dia (por dia!), com rescaldos dos jogos incluídos e tudo o mais a que se tinha direito. Não, não sou uma maluca viciada, estava era em exames e não podia distrair-me com mais nada a não ser o futebol, que não me desconcentra. Então acabei por me apegar àquilo e pronto... Fiquei envolvida até ao fim. E adorei e espero pelos próximos.

Quanto ao vencedor, estou fartinha de ouvir falar mal porque acho que foi merecido, desde o início que se sabia que era das equipas mais fortes e um dos favoritos a ganhar. Não gosto desta "azia" dos portugueses por ter sido a equipa que nos eliminou. Só podia ganhar uma, certo?

Mas por falar nisso, quanto à nossa prestação, poupei o meu querido bloguinho das minhas opiniões revoltadas sobre o bandido que é o Queiroz, que até este momento não sei o que vai naquela massa cinzenta (ou àquilo que o homem tem no lugar dela) para não se ter demitido logo na hora. Quer dizer, na verdade todos sabemos, a própria criatura não sabe que errou, tamanha a burrice, o gajo continua a achar mesmo que é o maior e que perdemos porque tivemos o azar de a Espanha ser muito boa. Deve ser por isso que é o único a chegar das áfricas com um sorriso rasgado e sem tirar o ar de pseudo-garanhão (que nojo), enquanto que todos os outros vêm com um ar de derrotados que mete dó, coitados. E todos eles revoltados com a "técnica" do próprio "professor". Fantástico. Ai, ai, só de pensar que tinhamos ali tudo para ganhar à equipa que agora é a campeã do mundo, uma equipa fortíssima, só de pensar que estávamos a dar grande luta e prestes a decidir o jogo quando aquele atraso de vida de treinador decidiu intervir e estragar tudo. Homem ridículo, nem pena mete.

Bem, é melhor acalmar-me. Acho que já deu para perceber porque é que decidi poupar aqui o bloguinho às minhas irritações à volta do mundial. De resto também ficou marcado pela camisola da selecção que ganhei no dia do 3º jogo de Portugal, linda linda, e pelas musiquinhas todas à volta do mundial, que vão deixar saudades, as que eu cantava o dia inteiro sem parar e me deixavam a rir durante um bom bocado. Divirto-me a ser parva, não há nada a fazer. Por agora só sei que vou ficar muito nostálgica sempre que, no futuro, ouvir esta música:


2 comentários:

O Idiota Magrinho disse...

Eu acho que o facto de termos sido eliminados pela Espanha deve ser um atenuante da nossa eliminação precoce, porque podemos sempre alegar que perdemos com o campeão da Europa e, agora, do Mundo.

A Espanha é uma selecção fantástica e, neste momento, penso que é imbatível (não vamos considerar o deslize com a Suiça, shall we?). Penso que até fizemos um jogo positivo contra nuestros hermanos e, embora ache que a nossa selecção não tenha jogado o que pode, penso que não havia mais nada a fazer. Podemos sempre dizer: "ah e tal, devíamos ter pressionado mais no jogo com o Brasil e já não ficávamos em segundo, evitando a Espanha". Mas, sinceramente, acho que essas críticas não fazem muito sentido. Em 2004 eliminámos a Espanha, no último jogo da fase de grupos, para passarmos nós. Desta vez passaram eles, ficando nós para trás. Acontece. O importante é apoiarmos a selecção e não andar a mandar pedradas aos jogadores e equipa técnica.

Volto a frisar: não acho que o Queirós seja o ideal para estar à frente da selecção. Mas, de facto, ele foi o único a ganhar alguma coisa na federação. Bem sei que foram nos sub-17 e sub-20, mas ganhou. Deixemos o homem trabalhar e vamos apoiar a nossa selecção. Só assim, apoiando nos momentos difíceis, é que, algum dia, chegaremos ao topo. Sim, porque eu acredito que um dia será a nossa vez!

Mirth disse...

Oh Idiota Magrinho, com aquela selecção que ele tinha nos sub 17 e sub 19 também eu era campeão do mundo!! Essa selecção, em seniores, foi completamente desaproveitada por alguns seleccionadores ridículos que lá passaram, principalmente aquele tal de Oliveirinha! Ridículo! Não posso esquecer daquele jogo com a Coreia em que a perder, com o Rui Costa no banco (?) e ele mete o abel xavier, n pode ser real! Muito mais poderia falar sobre esse senhor.. O Humberto Coelho até fez um bom trabalho e o Scolari teve o mérito de apanhar uma selecção em mutação e saber puxar pela nação para fazer do "querer" a maior arma.. Aquela final contra a Grécia, grrrrr!.

O futuro é q vai ser bem pior, não vejo nada nas camadas jovens, os jogadores promessas para o futuro não passam de jogadores medianos e depois vêm os menos entendidos dizer "porque não se aposta mais em jogadores portugueses?! porque o Benfica só contrata jovens promessas estrangeiras?!" .. Não posso continuar pq a dona do blog quer sair! .... (...) lol