domingo, 6 de junho de 2010

Graduates


Faz quase um mês que fui falsa finalista. Foi um dia emocionante, é um misto de alegria com tristeza e todo o tipo de pensamentos ao mesmo tempo, sobre tudo e todos. Pelo menos é o meu caso, que tenho esta cabeça gigante que anda a mil à hora sem fazer pausas, a pensar demais. Deve ser triste abandonar os tempos de estudante, é como se fôssemos ainda pequenos e de repente nos obrigassem a crescer. Sei que há gente (a maior parte, até) que passa a vida com o peito aos saltos mortinho por chegar à idade adulta e poder mostrar a todos o quão crescido já são, ai-que-agora-sou tão-crescido, qual rir, qual divertir, qual passear, qual fazer parvoíces, qual quê! Isto o que é giro é sermos todos grandes e fazer cara de cansados e de zangados uns para os outros e a ver quem ganha a competição do mais inconformado e infeliz. Que triste.

Por outro lado, a vida é feita de fases e eu também estou a ficar farta de estar a perder o meu precioso tempo nesta, já é hora de partir para outra, até porque aí reside o meu problema. Já disse que a minha cabeça gigante pensa demais e a questão é ela focar-se sempre nessas tais fases seguintes, em vez de se concentrar no que é importante e pensar em concretizar uma etapa de cada vez. Cada semestre a mais que passo aqui, penso que tenho de aproveitar este tempo "perdido" para poder aprender outras coisas, mas a verdade é que nesta vida em Lisboa não sobra tempo para mais nada. Qualquer dia os meus pais também pensam que estou a brincar com eles e declaram oficialmente que só têm dois filhos, tamanha a desilusão.

Já estou a vaguear e a dizer muita parvoíce. Queria só dizer que depois da benção uma pessoa fica com ainda mais vontade de acabar, mas já com um bocado de saudade (e quem viveu o espírito académico é que sabe o que significa), só que depois vêm os exames e estragam tudo. Eis que esses malditos chegaram e agora é ver saio a ganhar pela primeira vez. A época normal já terminou, precocemente, eu sei, e mal, também o sei, e agora é fazer pela vida e aproveitar a época que chega no fim do mês. Só assim vou conseguir deixar-me viver um Verão feliz, descansado e de consciência tranquila.

3 comentários:

Sofia disse...

Cada fase da vida tem a sua beleza. Se a fase universitária se está a prolongar para ti, paciência, por algum motivo é. Pensa menos e vive-a mais. Se estás farta, estuda. É preciso é deixar as coisas fluir com naturalidade! Muahah

Nuno André disse...

Os teus pais à partida já não te consideram filha deles xD
Queres acabar o curso e depois ires fazer mestrado ou trabalhar, fixe. A tua cabeça é realmente uma coisa muito estranha, vejo capacidades em ti, mas não te vejo a aproveitá-las minimamente. Toda a gente sabe que não é só ir às aulas, não é só uma pessoa preocupar-se com a faculdade, é preciso um esforço, nem que seja mínimo (lembra-te que eu sou o rei do esforço mínimo, sei do que falo :P).
Estás realmente a ficar velha para estar na faculdade, acaba lá isso, não custa nada, se eu estou quase a conseguir também tu consegues, na boa.
Não acredito que te lembres sequer do Iseg nas férias, vais ter umas férias relaxadas quer te corra bem ou mal as cenas na faculdade.

Cena espectacular: desde que te conheço e sou teu amigo que te dou nas orelhas para acabares o curso, estás a querer fazer isso agora, isso faz com que eu tenha razão ;)

Cena chata: para o ano vais ter mais 5 ou 6 anos que maior parte dos caloiros

Cena que dá conforto: bem, ao menos não és a pessoa que demora mais tempo a acabar um curso, muahahahah

Mais outra coisa. Já devias saber que se precisares de ajuda eu dou-ta na boa, nem que seja para te meter na linha. Lol, sou mesmo uma grande figura paterna :P

Joana disse...

Belinha de my heart,

Dá pra chegar à fase "adulta" e fazer muita mer** =D tipo ir trabalhar...
e acho que te conheço que chegue pra saber que não entras em competições do género da que exemplificaste praí...

Em regra, os pais fazem uma coisa super estranha que é do tipo: apoiar-nos mesmo quando parece que estamos a fazer uma valente parvoíce. Seguramente tens qualidades de filha que superam (e bem) levar um par de anos a mais pra acabar o curso =)

Agora vá, alivia a cabeça (que na verdade não é gigante, é ilusão por causa das bochechas =P) e estuda qualquer coisinha. Se precisares de alguma coisa (excepto dinheiro) é só dizer.

Beijinhos